O SONHO SOCIALISTA CONTINUA....


Companheiros e simpatizantes do PSB visitam os mitos vivos do socialismo: Sebastião e Aparecida Abreu.






 Chácara Grotão, Capão Cumprido, São Sebastião-DF.  Poderia ser apenas uma referência para determinar a localização de uma simples propriedade rural da Região Administrativa de São Sebastião, essa do Distrito Federal. Poderia, mas não é!Na chácara Grotão reside Sebastião de Barros Abreu e dona Maria Aparecida de Andrade Abreu, dois ícones da resistência socialista.
Sebastião e dona Maria Aparecida doaram seus sonhos e suas juventudes para a causa socialista,com o intuito de construir uma sociedade mais justa, humana e igualitária onde, o bicho gente, a espécie humana, seja valorizado pelos simples fato de ser gente independente do gênero, etnia ou camada social.
Dona aparecida é natural de Belo Horizonte – MG, Dr. Abreu é natural da Cidade de Goiás, antiga capital goiana, e por uma dessas felizes coincidências,foram unidos na juventude pela mão invisível da militância socialista. Apaixonaram-se, afinal os comunas também amam, e impulsionados pelo sonho comum,dedicaram juntos a referida causa. Hoje, dona Aparecida conta 80 anos e Dr. Abreu 90 anos, considerando que ela entrou na militância com 14 anos e ele com mais ou menos dezesseis, isso lhes dá uma soma de 142 anos de militância socialista. Conheceram-se, namoraram, casaram, geraram filhos e os criaram, ganharam netos, e tudo isso,regidos pela batuta do socialismo.
Ontem,dia 15/03/às 19 horas, atendendo a uma sugestão do companheiro Albano,que logo foi acatada pelos companheiros Waldir Cordeiro e Luís Fuguete, que somaram forças com o companheiro Daniel e mais um grupo de 17 pessoas composto por militantes, filiados do partido socialista e prováveis futuros filiados, se deslocaram para a Chácara Grotão. Os primeiros foram visitar e beber na fonte dos saberes dessas duas sumidades, e mesmo que os outros ainda que não tivessem uma ideia da real dimensão, da importância histórica desses mitos-vivos, foram para conhecê-los,movidos primeiro pela curiosidade e segundo pela etiqueta em aceitar o convite. Ao chegar, os visitantes foram recebidos com a cordialidade e simpatia própria dos anfitriões. Após as apresentações dos visitantes, Dona Aparecida Abreu e o Dr. Abreu discorreram um pouco de suas historias. Enfatizaram importância da consciência socialista,da seriedade e do compromisso com a causa, que ambos têm embasamento de sobra para falar, uma vez que, eles ainda dedicam suas vidas ao ideal socialista. Ainda que o tema possa parecer pesado para não iniciados, a conversa se desenvolveu com naturalidade e foi acompanhado com evidente atenção por todos os presentes.

Sebastião de Barros Abreu é o presidente de honra do PSB-DF, Dona Aparecida pode ostentar, com honras, o título, ainda que oficioso, de primeira dama do socialismo brasileiro, por sua militância concreta nas fileiras do socialismo.  Aparecida e Abreu, dois seres que somam 170 anos de existência, ainda são movidos por sonhos, entre eles, a construção de um mundo melhor.Dona Aparecida, nesta noite memorável concluiu: “A presença de vocês aqui prova que o sonho socialista não morreu.” É isso o que o socialismo é em sua essência, alimentado por sonho, sonhos que não morrem! Porém, tornar sonhos em realidade depende da motivação, da persistência e da garra dos sonhadores. A busca dessa é motivação pode ser encontrada mirando no exemplo de pessoas assim, como Aparecida e Sebastião Abreu.

Edvair Ribeiro dos Santos- 16/03/2017




1 comentários:

Reeh Nascimento disse...

Pessoas sábias , palavras emocionantes .

Postar um comentário